PLANO E@D – Guia de Procedimentos Pedagógicos

PLANO E@D – Guia de Procedimentos Pedagógicos

A suspensão das atividades letivas presenciais na escola pública portuguesa implicou uma mudança  profunda na organização do sistema educativo, na realidade, tudo mudou na vida da escola e na forma como estávamos habituados a vivê-la, mudou para nós, professores, mudou para os pais e mudou para os alunos.

Não foi, nem será tarefa fácil para professores, nem para as famílias, adaptarem-se a estes “Novos Tempos”, coincidência das coincidências, estamos num tempo de “Novos Tempos para Aprender”, curiosamente, o nome adotado por todas as escolas agrupadas e não agrupadas do  Concelho de Almada, para o seu projeto de intervenção educativo, na reforma que se encontra a decorrer na educação a nível nacional.

O isolamento social e as várias fases que temos assistido de emergência nacional e de mitigação do coronavírus, exige-nos a todos, competências pedagógicas adaptadas ao ensino à distância, bem como o acesso a ferramentas para as quais nem todos tivemos a formação e a preparação prévia necessária ou adequada, como o caso das plataformas digitais Teams, Classroom, entre outras.

Conseguimos, em cerca de duas semanas, autênticos milagres. Preservaram-se  conteúdos e aprendizagens essenciais, ainda que, seja questionável se é possível ou não a transmissão de conhecimentos aos alunos, através de ferramentas de ensino à distância, a verdade é que pretendemos concluir as aprendizagens de forma digna e profissional que levem à conclusão do segundo semestre letivo com o sucesso que as circunstâncias permitam.

Desdobrámo-nos em aprendizagens para usar estas ferramentas, criámos novas  formas de comunicar entre nós, desenvolvemos novas práticas colaborativas. As mensagens entre professores, entre professores e alunos e encarregados de educação exponenciaram-se, os mails multiplicaram-se, as chamadas via telemóvel intensificaram-se, tudo se fez em prol da escola pública, do ensino, dos alunos e de se conseguir fazer mais e melhor todos os dias, às vezes mesmo sem as condições físicas,  materiais e tecnológicas que gostaríamos de ter como adequadas.

Será de referir o esforço que se entende ser quase que sobre-humano, que todos nós, professores e pessoal não docente temos feito para nos reinventarmos e nos reconstruirmos nestes “Novos Tempos”, em espaço de tempo tão curto de mudança, em que tudo mudou e nada é e será como antes e em que nunca antes a comunicação no contexto educativo assumiu papel tão relevante.

Sabemos que existem muitos constrangimentos que não irão desaparecer de um momento para o outro, continuarão a existir, é por isso que vos deixamos esta pequena mensagem de fraternidade e
solidariedade. Precisamos mais do que nunca uns dos outros, estarmos unidos será um desiderato que devemos assumir sem qualquer rebuço, criando pontes, consolidando relações de proximidade.

Resumindo numa pequena frase, estarmos mais próximos apesar do distanciamento social e com o orgulho de sermos aquilo que somos, PROFESSORES…

E, aqui vos deixamos um guia, um guia de procedimentos para ensinar e aprender nestes “Novos Tempos”, sem deixar o foco que nos une e que nos identifica enquanto professores, trilhar o caminho que pretendemos, mesmos em tempos diferentes e difíceis que é o sucesso dos nossos alunos.
Bom trabalho.
A Direção

1 Comment

  1. Muito obrigada pela mensagem e muito obrigada pelo esforço que têm feito para chegar a todos os alunos. Não há soluções perfeitas, pois fomos confrontados com esse problema do dia para a noite, sem tempo para quaisquer preparações.
    Tenho a certeza de que todos, encarregados de educação, alunos, professores, pessoal não docente, entre outros, estamos a dar o nosso melhor, para que juntos possamos continuar a vida com a normalidade possível e ultrapassar esse problema em conjunto. Muito obrigada!

Comments are closed.